<$BlogRSDUrl$>

Juventude Católica celebra Páscoa juvenil 

Os jovens de toda a Diocese de Benguela celebraram a Páscoa Jovem neste segundo domingo do tempo pascal, 12 de Abril de 2015. A missa solene aconteceu no pavilhão multiusos em Benguela e foi presidida pelo padre José Adriano Ukwatchali, estando também vários sacerdotes a concelebrar.
A alegria de Cristo ressuscitado juntou centenas de jovens provenientes de todas as paróquias para proclamar «Cristo vivo» numa espressão de fé e seguimento.
O presidente da celebração identificou Jesus como «o eterno jovem» sempre presente na vida e na história de quem segue os seus ensinamentos.

Morreu Arcebispo emérito de Malanje 

A notícia foi avançada pelo site da Rádio Eclésia esta tarde de Sexta-feira Santa, dia 3 de Abril em Luanda. Dom Luiz Maria Onraita, primeiro Arcebispo de Malanje, morreu neste dia em que os cristãos celebram a paixão e morte de Cristo. Depois de 47 dias doente e com um AVC que sofreu, Dom Lauíz Maria morreu na Clínica Girassol, em Luanda, aos 82 anos de idade, tendo nascido no País Basco, em Espanha, em 1933.
Dom Luíz Maria viveu em trabalhou em Angola há mais de 52 anos, como missionário apaixonado pela África. Numa entrevista que o próprio concedeu ao Jornal Voz da Verdade, explicava os motivos da sua missão assim: "as três Dioceses Bascas tinham um compromisso missionário no Equador. Em 1959, decidiram iniciar uma presença missionária em Angola. E, Deus lá sabe porquê, escolhi Angola". O então neo-sacerdote acabou por vir a Angola para começar uma missão em que ele próprio afirma que "a minha vida sacerdotal é toda angolana".
Dom Luíz Maria foi ordenado Bispo de Malanje em 1996, e em 2011, com a elevação da Diocese para Arquidiocese, tornou-se o primeiro Arcebispo, tendo tomado posse no mesmo ano. Resignou um ano depois (2012) sendo sucedido no cargo por Dom Benedito Roberto.
Que a sua alma descanse em paz.

A Páscoa em Benguela 

As celebrações pascais em Benguela marcam o tríduo pascal vivido a partir de Quinta-feira Santa, dia do Sacerdócio. O Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso escolheu, desta vez, as paróquias da Santa Cruz do Lobito para celebrar a Ceia do Senhor, na noite de Quinta-feira Santa; e de São João do Cassoco, onde celebrou a Paixão do Senhor, na Sexta-feira Santa (ver foto). 
A seguir à liturgia da Paixão, Dom Eugénio presidiu ao fim da Tarde da Sexta-feira Santa a tradicional Via Sacra de rua. A procissão, como é já habitual, partiu da Igreja paroquial de Nossa do Pópulo à Sé Catedral, passando pelas principais ruas do centro da Cidade de Benguela. Na Sé, o Bispo deu a bênção a centenas de fiéis participantes, mas também estensiva a toda a Cidade.
Dom Eugénio lembrou os cristãos o sentido da paixão de Cristo que "por amor assumiu os nossos pecados" até à morte de cruz. O sentido do "amor deve marcar a vida do cristão", apelou.
As celebrações pascais continuam a ser vividas em todas as paróquias e todo o mundo católico. No Sábado Santo, o Bispo preside à Vigília Pascal na Sé Catedral; e no Domingo de Páscoa celebra a solenidade da ressurreição do Senhor no Centro do Niñgi-Niñgi, pertencente à Missão do Bambi, no Caimbambo.
A Páscoa é a maior celebração do ano na Igreja Católica, pois é o acontecimento de fé, mistério da nossa salvação operada por Jesus Cristo morto e ressuscitado. Com Cristo também nós ressuscitamos para uma vida nova e cantamos ALELUIA.

FELIZ PÁSCOA

Domingo de Ramos: cristãos iniciam celebrações pascais 

A Igreja celebrou a liturgia de Ramos neste domingo que marca o início da Semana Santa e das celebrações pascais de 2015. 
O Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso presidu à solenidade do Domingo de Ramos na Estação Missionária do Golf afecta à Paróquia de São Pedro do Liro, no Município do Lobito. Em todas paróquias de Benguela assinalaram as aclamações litúrgica que celebram a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. A liturgia de Ramos abre para a vivência espiritual da Páscoa de Jesus, a Semana maior do ano litúrgico e culmina com a solenidade da Páscoa da ressurreição. Com a narração da paíxão do Senhor, os cristão invocam a memória presente do processo da condenação, paixão e morte de Cristo.
Nesta caminhada pascal, a Diocese de Benguela deseja a todos uma Santa Páscoa de ressurreição.

Benguela inundada pelas chuvas 

Na cidade de Benguela, também as chuvas do dia 25 e 26 de Março provocaram muitos estragos nos bairros do 11, Fronteira, Cavaco, Calomanga, Calo-buraco e outras zonas periféricas. Cerca de 12 pessoas morreram e centenas de famílias ficaram desalojadas com muitas casas destruídas.
As paróquias mais afectadas em Benguela foram Santo António da Fronteira, São João Maria Vianey na Calomanga e Nossa Senhora da Graça. O pároco de Santo António da Fronteira, padre António Tchingi, disse ao Novo Rumo que “a situação é muito crítica. Mais de 50 pessoas ficaram sem nada nos Bairros do Calossongo, Seta Chiñgoma”. A paróquia perdeu a catequese de São João Evangelista que, segundo o padre Tchingi, “ficou totalmente destruída pela água”.
O padre Martinho Kavaya, pároco de São João Maria Vianney, descreveu também o cenário da sua zona de governo. “Neste momento, na Calomanga, temos 68 pessoas que ficaram sem casa”, disse. Garantiu que “estamos a juntar esforços para algum apoio às pessoas desalojadas”.

Papa Francisco solidário com vítimas das cheias no Lobito 

Informado sobre a tragédia do dia 11 de Março de 2015, nos Municípios do Lobito e Catumbela, o Santo Padre Francisco manifestou solidariedade com as vítimas das fortes chuvas que devastaram alguns bairros daqueles municípios, de que resultaram mais 70 mortes.
O Papa Francisco enviou uma mensagem de solidariedade ao Bispo de Benguela, Dom Eugénio Dal Corso, expressando profundos sentimentos de dor e de pesar. “O Santo Padre deseja assegurar toda a comunidade local da sua solicitude recomendando as vítimas à misericórdia de Deus”, lê-se na Mensagem.
O Santo Padre não se esqueceu das famílias afectadas que perderam os seus bens, e desejou conforto às “pessoas que participam na obra de socorro e assistência”.

A Mensagem do Santo Padre foi endereçada pelo seu Secretário de Estado, o Cardeal Pietro Parolin, e chegou à Diocese de Benguela através da Nunciatura Apostólica em Angola.

Bispos da CEAST reunidos no Lwena 

A primeira Assembleia Plenária dos Bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé está a acontecer no Lwena, capital da Diocese com o mesmo nome, de 11 a 18 de Março.
Os Bispos de todas as dioceses do país realizam anualmente duas Assembleias plenárias, sendo uma em Março e a segunda em Outubro de cada ano. Esta Assembleia fica também marcada pela despedida do Núncio Apostólico, Dom Novatus Rugambwa, transferido este mês de Angola para Hoduras.

Diocese tem novo Chanceler da Cúria 

Vigário Geral apresenta o novo Chanceler e pároco de
S. João do Cassoco
Depois de um tempo com o cargo a funcionar de forma interina, a Diocese já tem novo Chanceler da Cúria, nomeado pelo Bispo de Benguela, Dom Eugénio Dal Corso. Numa provisão (nº 04/2015) de 16 de Janeiro, Dom Eugénio nomeia o padre Geraldo Amândio Ngunga Chanceler da Cúria, cargo que o sacerdote já começou a exercer.
O padre Geraldo substitui no mesmo cargo o padre Francisco Manuel que durante várias décadas desempenhou as mesmas funções e que deixou depois de se aposentar por limite de idade.

O novo chanceler da cúria é também pároco de São João do Cassoco em Benguela desde 27 de Dezembro de 2014, data da tomada de posse no respectivo cargo. O padre Geraldo Amândio Ngunga vem da paróquia do Balombo, onde durante 5 anos desempenhou as funções de pároco, desde que regressou de Espanha, em 2009.
O padre Geraldo é formado em Teologia e tem um Mestrado em Biodireito pela Universidade São Dâmaso de Madrid (Espanha), sendo actualmente professor no Seminário Maior do Bom Pastor (Teologia), no Instituto Superior Católico de Benguela e no Instituto Superior de Teologia de Benguela (ISTEB).

Clero em Benguela está de retiro 

O primeiro turno do retiro anual do clero em Benguela começou neste domingo, 8 de Fevereiro de 2015, no Seminário Maior de Teologia. Como é habitual, os sacerdotes que escolheram fazer retiro neste turno reuniram-se à noite do primeiro dia, com a primeira meditação. O segundo turno do retiro anual será na segunda semana do mês de Julho do corrente ano.
O retiro está a ser orientado pelo Missionário Espiritano, padre Bernardo Bongo, que é também o actual pároco do Pópulo, em Benguela. A reflexão termina no dia 13 de Fevereiro.

Dom Óscar Braga comemora 40 anos de episcopado 

O Bispo emérito de Benguela, Dom Óscar Lino Lopes Fernandes Braga, de 84 anos de idade, comemorou nesta segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2015, 40 anos de episcopado, em Benguela. O Prelado foi homenageado pela diocese que serviu durante 34 anos, com a celebração da
missa de acção de graças na Sé Catedral de Benguela, presidida por ele própio.
O Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso, concelebrou e felicitou o seu antecessor pelo dom do episcopado. A data mobilizou diversas paróquias do litoral de Benguela e a igreja da Sé foi pequena para acolher tantos fiéis que se juntaram à cerimónia.
Numa liturgia solene animada pelo movimento feminino a PROMAICA, que o próprio Dom Óscar Braga fundou, dezenas de sacerdotes, religiosos e religiosas marcaram presença na celebração, até porque também foi o dia do consagrado.
Dom Óscar Braga foi ordenado bispo a 2 de Fevereiro de 1975, na Sé Catedral de Malanje, sua terra natal, e desde que tomou posse como Bispo de Benguela, a 9 de Fevereiro do mesmo ano, dedicou toda a sua vida de bispo ao serviço dos benguelenses, até à sua resignação a 18 de Fevereiro de 2008.
Como bispo emérito, Dom Óscar Braga continua a residir na cidade das Acácias Rubras.


Missão do Bambi recebe comunidade religiosa de irmãs Dominicanas 

A Missão do Bambi, no Municícipio do Caimbambo, recebeu uma comunidade das Irmãs dominicanas, neste domingo, 1 de Fevereiro de 2015. A comunidade é formada por três Irmãs Dominicanas que passam a partir de agora a assistir os fiéis daquela Missão Católica, em união com o superior da mesma, o padre Acácio.
Para a apresentação das Irmãs, deslocou-se àquela Missão o Bispo da Diocese, dom Eugénio Dal Corso, que presidiu à eucaristia da apresentação das religiosas. Há muitos anos a comunidade do Bambi não tinha presença reiliosa feminina, pelo que os fiéis encheram-se de grande alegria com a nova comunidade agora aberta no Bambi.

Novas religiosas nas Franciscanas Reparadoras 

Mais três religiosas da congregação das Irmãs Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado entregaram-se definitivamente ao serviço de Deus, no dia 1 de Fevereiro de 2015, ao emitirem os votos perpétuos, na paróquia de Nossa Senhora da Graça, em Benguela. A cerimónia foi presidida pelo Bispo emérito de Benguela, Dom Óscar Braga, e concelebrada por vários sacerdotes, com destaque para o Vigário Geral da diocese, padre Eduardo Alexandre, que também comemorou o 28º aniversário da sua ordenação sacerdotal, no mesmo dia.
A irmãs professas foram: Elizabeth Kuvuli Mutunga, de 41 anos, natural do Quénia; Joaquina das Misérias Mendes, de 35 anos, natural de Caconda; e Rosa Vassoca Balaca, de 33 anos, natural de Benguela.
As três irmãs afirmaram o seu sim a Deus depois de vários anos de experiência com irmãs junioras, tendo emitido os primeiros votos a 3 de Outubro de 2006, na paróquia do Sagrado Coração de Jesus, no Lobito.
Durante a celebração dos votos, Dom Óscar Braga falou da importância da entrega à vida religiosa, priorizando o projecto de Deus que aponta para a vida eterna. O Prelado realçou a "obra da criação de Deus" que tem o ponto mais alto na "pessoa humana" que é a
"imagem e semelhança de Deus", feita na "liberdade" e que "livremente Deus nos chama para o seu projecto de salvação".
No fim da celebração, não houve indicação dos lugares onde as religiosas serão enviadas, e a festa terminou com um almoço de confraternização no Cavaco.

Novo Arcebispo de Luanda tomou posse 

Dom Filomeno Vieira Dias do Nascimento (ver foto abaixo) tomou posse como Arcebispo de Luanda, no dia 24 de Janeiro de 2015, numa cerimónia que decorreu na Sé Catedral local, diante de centenas de fiéis, com destaque para os bispos da Conferência Episopal de angola, o Núncio Apostólico Dom Novatus Rugambwa; e as autoridade civis do Governo, em especial o Vice-Presidente da República, Eng. Manuel Vicente.
Dom Filomeno foi ainda acompanhado por uma delegação de Cabinda, onde até à data era bispo daquela diocese. Falando pela primeira vez ao clero e fiéis da sua nova Arquidiocese, o Prelado prometeu "serviço". "A minha missão é serviço e a minha vocação é servir", disse Dom filomeno, que destacou promover a unidade, a alegria e a beleza do evangelho.
No Domingo, dia 25, Dom Filomeno celebrou a primeira missa como Arcebispo de Luanda, para quase um milhão de fiéis.
De Benguela, participaram da cerimónia o Bispo emérito Dom Óscar Braga; o Vigário geral, padre Eduardo Alexandre, em representação do Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso; e vários sacerdotes.

Primeiro padre salesiano vietnamita ordenado em Benguela 

O primeiro padre de nacionalidade vietnamita foi ordenado neste sábado, dia 24 de Janeiro, em Benguela, pelo Bispo da diocese, Dom Eugénio Dal Corso. José Pham Tran Phi Lam, membro da congregação dos Salesianos de Dom Bosco, recebeu a ordenação sacerdotal na capelinha de Nossa Senhora dos Navegantes depois de ter feito o estágio diaconal na mesma paróquia, confiada aos padres salesianos.
O jovem sacerdote é também o primeiro padre salesiano que fez a sua formação teológica no Seminário Maior do Bom Pastor de Benguela. A comunidade vietnamita que reside e trabalha na Província de Benguela acompanhou o evento com uma presença significativa.
Dom Eugénio Dal Corso, que presidiu à celebração, enalteceu o testemunho da Igreja Católica do Vietname, pela coragem de muitos cristãos daquele país martirizados e perseguidos por causa da fé, o que considerou um grande exemplo de fidelidade ao evangelho. 
Do Vietname vieram os irmãos do novo sacerdote, em representação da família; e veio também o superior provincial dos Salesianos naquele país.


PROMAICA DIOCESANA PROGRAMA ACÇÕES PARA 2015 

A Organização da Mulher na Igreja Católica (PROMAICA) da Diocese de Benguela está reunida na paróquia de Santo António, em Benguela, de 14 a 18 de Janeiro de 2015, para a programação das actividades para o novo ano que iniciou.
O encontro está a ser marcado por várias actividades com a leitura de relatórios dos grupos de diversas paróquias, reflexão e debates sobre vários temas e outras dinâmicas próprias do movimento.
As actividades tiveram a sua abertura nesta quarta-feira, 14 de Janeiro, com discursos dos responsáveis, dos quais o padre Martinho Kavaya, director espiritual da Organização. 
O pároco de Santo António, padre António Tchingi, deu as boas vindas e agradeceu a escolha da paróquia para albergar o evento. O encerramento será no domingo, dia 18 de Janeiro, com a missa solene que será presidida pelo padre Kavaya, director da Organização.

Yambala já tem paróquia 

A Comuna da Yambala, no Município do Cubal, já tem uma paróquia criada este domingo, 4 de Janeiro de 2015, pelo Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso. A nova paróquia foi dedicada a São Marcos, como seu padroeiro, e vai servir as populações de toda a Comuna da Yambala, confinando com a área do Cubal sede, da Ganda, da Kawanga e mais a sul com a Missão da Hanha.
No Domingo, o Bispo presidiu à eucaristia da criação da nova comunidade paroquial, conferindo posse ao primeiro pároco, padre António Custódio Tchimuile, que ali residirá com o Diácono Isaac Capoco, para servir a comunidade.
A criação da paróquia de São Marcos é a primeira grande acção pastoral do Bispo de Benguela no novo ano de 2015. É a segunda paróquia criada por Dom Eugénio em menos de dois meses, sendo a primeira, a de São Francisco Xavier da Lixeira no Lobito, criada a 7 de Dezembro de 2014.

Dom Filomeno Vieira Dias nomeado Arcebispo de Luanda 

A Arquidiocese de Luanda já tem um novo Arcebispo. Trata-se de Dom Filomeno Vieira Dias do Nascimento que exercia até agora as funções de Bispo de Cabinda. A notícia foi tornada pública pela Rádio Vaticano, às 12h do dia 8 de Dezembro do corrente ano.
Numa nota da Nunciatura Apostólica em Angola, “aos fiéis católicos presentes em todas as Dioceses de Angola e assim como a todos os angolanos e aos homens de boa vontade”, comunica-se que Sua Santidade o Papa Francisco nomeou Sua Excelência Reverendíssima Dom Filomeno Vieira Dias do Nascimento Vieira Dias, como Arcebispo Metropolitano de Luanda”.
Dom Filomeno do Nascimento Vieira Dias sucede no cargo a Dom Damião Franklin, falecido em Maio deste ano, por doença.
 Dom Filomeno Vieira Dias nasceu a 18 de Abril de 1958 em Luanda. Foi ordenado sacerdote a 30 de Outubro de 1983, pelo então Bispo auxiliar de Luanda Dom Pedro Luís Scarpa.

Enviado a Roma para prosseguir estudos, licenciou-se em Filosofia na Pontifícia Universidade Gregoriana, tendo obtido ainda o doutoramento em Teologia na Universidade Lutherana, também em Roma.        
Estudou ainda jornalismo e comunicação social em Luanda e no Instituto Católico de Paris, diplomou-se em Praxis jurídico-administrativo na Escola Prática da Congregação para o Clero em Roma.           
Foi nomeado bispo auxiliar de Luanda, a 30 de Outubro de 2003, e recebeu a sagração episcopal a 11 de Janeiro de 2004. A 11 de Fevereiro de 2005, foi nomeado Bispo de Cabinda pelo Papa João Paulo II, tendo tomado posse na Diocese a 10 de Junho de 2006.
Entre os vários cargos que Dom Filomeno desempenha, actualmente, a nível nacional e internacional, destacam-se os de Vice-Presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé; e de Membro do Pontifício Conselho para Cultura, desde 29 de Março de 2014.

Criada nova paróquia no Bairro da Lixeira no Lobito 

Padre Miguel Pequenino, 1º pároco apresentado
Finalmente! Muitos foram os anos de espera que os cristãos da antiga Pró-paróquia de São Francisco Xavier do Bairro da Lixeira, no Lobito, aguardaram para ver o dia da criação da sua nova paróquia. O histórico acontecimento realizou-se no dia 7 de Novembro, quando o Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso, visitou a comunidade e criou a mais nova paróquia da Igreja diocesana de Benguela, durante a cerimónia que presidiu na qual conferiu posse ao primeiro pároco, padre Miguel Pequenino.
A notícia da criação já tinha sido anuncia duas semanas antes, durante a missa de encerramento da Semana de Pastoral 2014, concretizada agora diante dos fiéis da zona. Os momentos marcantes foram dois.

No sábado, 6, o Bispo deslocou-se aos recintos da igreja paroquial para benzer e inaugurar a nova casa paroquial, também acabada de construir. No domingo, 7, a missa solene reuniu centenas de fiéis que ouviram anunciar o decreto de criação da nova comunidade paroquial e a provisão da nomeação do novo pároco, padre Miguel Pequenino.
O Bispo crismou cerca de 200 fiéis das paróquias do Alto Liro e da recém-criada.

Jovens festejam Cristo Rei em Benguela 

A juventude católica da diocese de Benguela juntou-se neste domingo, 23 de Novembro, para celebrar a solenidade de Cristo Rei do universo. A cerimónia teve lugar no pavilhão gimnodesportivo Acácias Rubras de Benguela, presidida pelo Bispo da diocese, Dom Eugénio Dal Corso.
Os mais de 10 mil jovens vindos de todas as paróquias e missões de Benguela vibraram a alegria do encontro com Jesus na mesma fé que os une. Com muita animação e diversão, o pavilhão ficou completamente cheio e a missa solene foi animada pelos coros juvenis da Missão da Nazaré e da Paróquia do Santo Estêvão.
Dirigindo-se aos jovens, Dom Eugénio pediu renovação da fé cristã juvenil. O Prelado apelou à juventude para a coragem de «manifestar o amor que Jesus tem para com os outros». O Bispo defendeu que «os jovens de Benguela têm que fazer algo para os outros» que ainda não conhecem Jesus Cristo ou andam indiferença.
Para Dom Eugénio, «a sociedade em que vivemos está possuída pelo ódio» e, por isso, «nós jovens cristãos devemos combater e eliminar o ódio e a indiferença», disse.
No fim da missa, o Bispo benzeu os prémios de mérito e reconhecimento dos jovens que mais se destacaram durante o ano nas actividades, ao mesmo tempo que fez a entrega de prémios aos jovens das paróquias da Santa Cruz do Lobito e da Missão da Nazaré de Benguela, que se sagraram, respectivamente, campeães e vice-campeães da liga inter-paroquial de futebol 2014.

Benguela: Diocese encerra Semana de Pastoral 

Depois de 4 dias de reuniões que marcaram a Semana de Pastoral diocesana de Benguela, os trabalham terminaram, nesta sexta-feira, dia 21 de Novembro de 2014, no Seminário Maior de Filosofia. 
O encerramento dos trabalhos realizaram-se no último dia com os trabalhos de grupos (ver foto), na manhã de sexta-feira, e depois da plenária os participantes da jornadas foram convocados a participar na missa do encerramento, presidida pelo Bispo da diocese, Dom Eugénio Dal Corso.
As conclusões da Semana ainda se encontram na fase de elaboração, uma vez que ali se esboçam as grandes linhas da pastoral diocese para o próximo ano de 2015.
Dom Eugénio disse no acto do encerramento que depois de ouvir a voz do Espírito, durante as sessões, tinha chegado o momento de ir ao encontro dos irmãos levar a alegria da fé. O Bispo apelou aos presentes que tivessem maior consciência sobre dois aspectos: 1) apresentar a fé cristã no seu aspecto vivo e alegre; e, 2) como Igreja devemos sair, enviados a testemunhar aos outros a alegria do Evangelho.
No fim da eucaristia, foram anunciadas algumas nomeações de sacerdotes, das quais salientamos:
1º - Pe. Geraldo Amândio Ngunga, pároco de São João Baptista do Cassoco (Benguela);
2º - Pe. Raimundo Quintas Alberto, pároco do Divino Espírito Santo (Massangarala)
3º - Pe. Zacarias Cunha Katchindele, pároco do Balombo

O destaque vai ainda para a criação da nova paróquia de São Francisco Xavier, no Bairro da Lixeira, no Lobito, cuja cerimónia será realizada no dia 7 de Dezembro do presente ano.

Diocese em Assembleia Anual de Pastoral 

Começou neste dia 18 de Novembro de 2014 a Assembleia Anual de Pastoral diocesana de Benguela. A jornada acontece no anfiteatro do Seminário Maior de Filosofia e nela participam sacerdotes, religiosas de várias congregações que trabalham nas paróquias e missões de Benguela, leigos provenientes de todas as paróquias e missões, e leigos para o desenvolvimento.
Na manhã do primeiro dia, 18 de Novembro, o Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso, declarou a abertura da Assembleia pedindo a todos uma participação activa e responsável. O Bispo disse que a presença de todos é sinal de testemunho vivo de Cristo, pois, concretiza a fé e seguimento à alegria do Evangelho.
Dom Eugénio apelou para a reflexão de dois aspectos negativos: a adesão de numerosos fiéis católicos às seitas e o abandono da Igreja de muitos jovens católicos desmotivados com a sua fé. "Devemos refectir sobre estes aspectos", disse Dom Eugénio.
A actividade continuou com a leitura habitual dos relatórios anuais das actividades pastorais realizadas pelas comissões diocesanas e irá prolongar-se pelos próximos três dias. O evento termina no dia 21 de Novembro com a missa do encerramento e a apresentação das conclusões finais.

Dom Eugénio não quer óbitos transformados em festas 

O Bispo de Benguela pediu neste dia dos finados, 2 de Novembro, que os cristãos não devem transformar os óbitos em encontros de festa para comer e beber. Durante a celebração da missa em honra de todos os fiéis defuntos, no cemitério da Catumbela, Dom Eugénio Dal Corso apelou para o maior respeito pelos mortos considerando-os “vivos” realidade do céu. O prelado manifestou a sua preocupação pela forma como, nos últimos tempos têm sido feitos os óbitos em Benguela, em que depois dos ritos fúnebres seguem-se momentos de convívio com “bebidas e comidas” em ambiente de festa, implicando altos gastos para as famílias enlutadas.
“Que os nossos óbitos não se transformem em momentos que desonram os nossos defuntos”, defendeu Dom Eugénio Dal Corso, que explicou em seguida que “devem ser momentos de nobreza”.

Aos fiéis da Catumbela Dom Eugénio assegurou que o cemitério é um “campo santo” onde repousam os irmãos que, como nós, peregrinaram nesta terra e agora repousam na eternidade do Pai. Os mortos merecem a nossa oração porque muitos estão no purgatório e precisam do culto que lhes prestamos. Para o Bispo, “o culto aos mortos é uma prática antiga” que devemos continuar e perpetuar com “dignidade” e amor “aos nossos entes queridos”. O gesto de honrar os defuntos para Dom Eugénio “é um grande valor humano e cristão” que não deve resumir-se apenas em sinais exteriores como flores, mas mais ainda na oferta da “nossa oração” como único gesto de fé que se deve dar a quem morreu.

Bispos de Angola reunidos em plenária ordinária 

Os Bispos de Angola e S. Tomé encontram-se reunidos em 2ª sessão ordinária deste ano 2014, desde 22 de Outubro até 29 do mesmo mês.
Os prelados abriram os trabalhos com vários temas na agenda, com destaque para a avaliação do estado da Igreja Católica em Angola. Um dos objectivos prende-se com o tema do segundo ano do triênio, "Reavivar a fé em Cristo nos fiéis" como a grande vivência do Ano Pastoral 2015.
Entre os vários debates, os bispos irão tratar questões de cooperação institucional com o Governo que incidem sobre alguns sectores concretos onde a Igreja tem uma presença forte na sociedade angolana, como a educação.
Já no início dos trabalhos, os bispos, através de Dom filomeno Vieira Dias, Vice-Presidente da CEAST, enalteceram a realização do censo populacional em Maio último e a recente vitória de Angola da sua eleição para membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU.
Os trabalhos continuam até dia 29 de Outubro.



Bispo emérito, Dom Óscar operado com sucesso 

Dom Óscar Braga que se encontra internado num hospital da cidade do Porto em Portugal, desde domingo dia 19 de Outubro,  foi submetido a uma operação cirúrgica ontem, dia 22. A operação correu bem, graças a Deus, pelo que hoje, dia 23, Dom Óscar disse pelo telefone aos nossos serviços informativos, que está a cumprir agora ordens médicas de repouso e que a recupração está a correr bem.
Damos graças a Deus pedindo rápidas melhoras e breve regresso do nosso Bispo emérito à nossa diocese e junto de nós. 

Núncio Apostólico em Benguela 

Núncio Apostólico, Dom Novatus Rugambwa, encontra-se em Benguela desde sábado, dia 4 de Outubro de 2014, onde realiza uma visita particular ao Arciprestado do Cubal no domingo, dia 5. Dom Novatus veio acompanhado pelo seu secretário e já neste sábado concelebrou à eucaristia que marcou as primeira profissões de três religiosas da congregação das Irmãs Franciscanas Reparadoras, na paróquia do Sagrado Coração de Jesus do bairro 28 de Maio, no Lobito.
A cerimónia foi presidida por Dom Óscar Braga e contou com a presença celebrativa de dezenas de sacerdotes e irmãs de diversas congregações. As religiosas deram o seu sim a Cristo motivadas pelo ardor missionário diante da comunidade paroquial do 28. A eucaristia solene aconteceu na manhã de sábado, 4, a seguir à qual o Núncio seguiu viagem para Cubal.

Diocese está de luto  

A Diocese de Benguela comunica a triste notícia do falecimento por doença do Rev. Padre JOSÉ DOMINGOS CASSANJI SANTOS, dado às 19h deste dia 25 de Agosto de 2014, no hospital central de Benguela, onde se encontrava internado desde o passado dia 12 de Agosto.
O padre José Cassanji Santos, de 44 anos de idade, nasceu a 2 de Fevereiro de 1970. Foi ordenado sacerdote a 31 de Agosto de 1997, passando a trabalhar como prefeito no Seminário Maior de Filosofia do Bom Pastor. Foi reitor do mesmo seminário de 2003 a 2009. Em Setembro desse ano, foi a Roma prosseguir estudos filosóficos, tendo obtido o doutoramento em Filosofia em 2012. Regressando a Benguela, em 2013, foi nomeado pároco de S. João Baptista do Cassoco, na cidade episcopal, e professor de filosofia no Seminário Maior, cargos que desempenhou até à data da sua morte.
A missa de corpo presente e o funeral realizam-se na quarta-feira, dia 27, na Sé Catedral, seguindo depois o cortejo fúnebre para o cemitério da Camunda, em Benguela.



Funeral em Benguela
(clique sobre as fotos para ver em ponto grande)

Depois da sua partida deste mundo, no dia 25 de Agosto, o padre José Cassanji Santos foi a enterrar neste dia 27 de Agosto. A missa de corpo presente e de despedida foi celebrada na Sé Catedral de Benguela, às 11 h. Centenas de pessoas, amigos e fiéis, sacerdotes e religiosas de várias dioceses encheram a igreja catedral, que foi pequena para albergar todos os que queriam dar o último adeus ao padre, professor, doutor, mestre, pároco, conforme o podessem chamar nas dezenas de mensagens lidas na igreja provenientes de várias instituições e organismos onde Cassanji Santos ajudou com o seu saber e serviço.
A eucaristia foi presidida pelo Bispo da diocese, Dom Eugénio Dal Corso, ladeado por três bispos: Dom Óscar Braga, emérito de Benguela, Dom Francisco Viti, emérito do Huambo e Dom Zacarias Kamwenho, emérito do Lubango. Cerca de 200 sacerdotes de Benguela, Huambo, Luanda, Namibe, Sumbe e Ondjiva concelbraram à eucaristia de sufrágio e homenagem ao padre José Cassanji Santos.
O padre Santos foi muito lembrado e agradecido pelos seus vários talentos, quer como formador (reitor) de muitas gerações de jovens seminaristas no Seminário Maior de filosofia, quer como professor em vários institutos universitários, quer ainda como assistente espiritual de muitos movimentos como a Legião de Maria, movimentos juvenis de espiritualidade.
O Bispo da Diocese não escondeu a sua grande tristeza pela pertida do padre Santos, que considerou "um sacerdote exemplar" que a diocese e a Igreja perdem, mas o ganham como intercessor no céu. Dom Eugénio dirigiu, durante a homilia, ao padre Cassanji Santos pedindo que agora diante de Deus "ora por nós" que continuamos a peregrinar, repetindo em seguida o mesmo pedido, "reza por nós", padre Santos.
Também os paroquianos de São João do Cassoco, paróquia que o sacerdote serviu até à data da sua morte expressou palavra de gratidão, na pessoa do presidente do conselho. Os paroquianos do padre Santos agradeceram as muitas e grandes qualidades do seu pároco, profunda intelectualidade e espiritualidade, humildade acima de tudo que caracterizaram o zelo pastoral manifestado nas sessões de catequeses semanais que o padre Santos ensinavam a todos os paroquianos.
No fim da missa, e feito o levantamento do corpo, o cortejo fúnebre pariu da catedral em direcção ao cemitério da Camunda, onde esta tarde foi/está enterrado o corpo do padre José Domingos Cassanji Santos.
Que Deus lhe dê o eterno descanso.


Catarinas em festa vocacional na Missão da Catumbela 

A festa das vocações continuou neste domingo, dia 24 de Agosto de 2014, com mais votos perpétuos e celebrações jubilares de oito irmãs de Santa Catarina de Sena, na Missão Católica de Santo António da Catumbela. A celebração acontece no âmbito da tradicional e anual festa do 22 de Agosto que as religiosas catarinas celebram todos os anos para assinalar o dia da congregação.
Nesta festa, foram quatro as religiosas que emitiram os seus votos perpétuos na congregação; e outras quatro renovaram os votos por completarem 25 anos de vida consagrada no mesmo instituto feminino.
Presidiu à celebração o Bispo emérito, Dom Óscar Braga, ladeado pelo superior provincial dos missionários saletinos. Com a atraente celebração, a igreja da Missão ficou pequena pela grande afluência de fiéis que testemunharam o acto.
Dom Óscar motivou a assembleia com palavras inspiradas no evangelho do dia. Disse o Bispo emérito que Jesus, tal como perguntou aos seus discípulos sobre a sua identidade, hoje é a cada um de nós que dirige a mesma pergunta. O prelado continuou dizendo que devemos sempre renovar o nosso conhecimento sobre Cristo, confessando nele a nossa fé.
Às relgiosas, Dom Óscar também deu conselhos de fé e de seguimento. "O missionário deve sempre sentir-se cansado; e quando assim sentir deve dar graças a Deus", disse. Como sinal de trabalho, para Dom Óscar Braga, "o missionário/a que nunca se sente cansado de serviço ao povo de Deus, deve ir consultar o seu director espiritual". Com estas palavras, o bispo motivou as religiosas a amarem Cristo e servi-lo com fidelidade como esposo a quem as religiosas deram o seu consentimento.

Religiosas do Santíssimo Salvador recebem novas professas 

Irmã Iria Chilima recebendo votos da neo-professa
A congregação das irmãs do Santíssimo Salvador em Angola conta com mais quatro novas religiosas que emitiram votos perpétuos no instituto feminino. A cerimónia aconteceu no sábado passado, dia 23 de Agosto de 2014, no Santuário de Nossa Senhora da Graça em Benguela e foi presidida pelo Bispo emérito Dom Óscar Braga.
Cada uma das religiosas que emitiu os votos perpétuos entregou-se total e inteiramente a Cristo que definiu como seu esposo, afirmando cumprir o compromisso até à morte. Para isso, a dedicação à oração foi expressa nas fórmulas pronunciadas individualmente diante da superiora provincial.
Durante a cerimónia dos dos votos perpétuos, mais 6 outras religiosas da mesma congregação celebraram o jubileu de 25 anos de vida consagrada e renovaram o seu compromisso de seguir e servir Cristo, a Igreja e os irmãos. Como é já habitual na Diocese de Benguela, cerimónias do género reúnem sempre dezenas de sacerdotes e religosas de várias congregações.
Relgiosa renovam votos jubilares de 25 anos
Dom Óscar Braga disse na homilia que o serviço de Deus deve ser cada vez mais atraente para ser abraçado com amor e entrega total. dirigindo-se às religiosas, o Bispo emérito de Benguela pediu firmeza, dedicação e fidelidade ao compromisso que assumiam perante o altar e assegurou que "Cristo deve o vosso único esposo".
Diante da superiora provincial das Irmãs do Santíssimo Salvado, a Irmã Iria Chilinga, cada professa comprometeu-se ser membro da congregação para toda a vida, entregando o seu voto de obrediência, pobreza e castidade.
As Irmãs do Santíssimo Salvador estão presentes em Angola desde 1936 e, em Benguela, a primeira comunidade instalou-se na Missão do Ndunde, Município da Ganda. Actualmente, estão presentes em 10 dioceses/províncias de Angola: Benguela, Luanda, Ndalatando, Luena, Ondjiva, Menongue, Luabango, Huambo, Kwito-Bié e Malanje; contando ainda com uma comunidade no país vizinho da Namíbia.



Bispo no Pópulo e Promaica no Santo António 

Enquanto o Bispo da Diocese, Dom Eugénio Dal Corso passou este fim de semana (16 e 17 de Agosto de 2014) em visita pastoral na Paróquia de Nossa Senhora do Pópulo em Benguela, a Promaica da Paróquia do Santo António do Bairro da Fronteira reuniu-se em acampamento no recinto paroquial de 15 a 17 do mesmo mês.
Dom Eugénio Dal Corso, que fez a visita pastoral na Ganda na semana finda (ver notícia abaixo), encontrou-se, desta vez, com os paroquianos da paróquia mais antiga da diocese (Pópulo) continuando a dinâmica pastoral da auscultação das actividades pastorais paroquiais e orientação para o novo dinamismo progetado para o ano seguinte. A visita terminou neste domingo, 17, com a missa solene e administração do sacramento da confirmação a dezenas de fiéis.
No Santo António da Fronteira, a semana terminou com a realização de um acampamento da PROMAICA paroquial que comemorou o 23º aniversário da sua fundação na paróquia. Mais cem (100) mulheres da Organização feminina na Igreja Católica passaram tres dias acampadas nas instalações afectas à paróquia para reflectir diversos temas relacionados com a sua espiritualidade e expostos por diversos especialistas. A juntar-se ao grupo da PROMAICA do Santo António, segundo o pároco, padre António Tchingi, estiveram representantes dos grupos da PROMAICA do Alto-Catumbela, da Ganda, do
Cubal e do Caimbambo que se juntaram para uma troca de experiência. O pároco disse ainda ao Yakela Otchili que o evento serviu também para comemorar a jornada anual que costuma ser realizada em Outubro e que as senhoras da PROMAICA adiantaram por uma questão de economia do tempo.
O acampamento foi acompanhado mais de perto pela assistente espiritual do movimento, a Irmã Engrácia, da Congregação das Irmãs Doroteias, com o acompanhamento do pároco, padre António Tchingi.

Bispo na Ganda e Famílias reflectem juntas 

Dom Eugénio Dal Corso cumpriu mais uma jornada de visita de pastoral à paróquia da Ganda, no passado domingo, dia 10 de Agosto de 2014, onde permaneu dois dias de actividades. Como é já tradicional, o Bispo reuniu-se com grupos e movimentos pastorais daquela comunidade, com a habitual audição de relatórios paroquiais. No domingo celebrou a missa solene da comunidade paroquial com a administração do sacramento do crisma a dezenas de fiéis.
Há poucos dias em que a comunidade recebeu a visita do Núncio Apostólico em Angola, Dom Novatus Rugambwa, 12 de Julho, os fiéis da Ganda foram contemplados pela visita do Pastor da Diocese que já estava marcada a muitos meses.
No mesmo domingo, 10, em toda a diocese as famílias reuniram-se para reflectir e celebrar juntas por arciprestados. O encontro marcou o encerramento da Semana da Família que decorreu de 3 a 9 de Agosto. Em Benguela (cidade), as famílias juntaram-se no Santuário de Nossa Senhora da Graça onde debateram vários temas que culminaram a celebração da missa solene, presidida pelo padre Martinho Kavaya, Arcipreste de Benguela norte; ao passo que, no arciprestado de Benguela Sul, o local escolhido foi Nossa Senhora dos Navegantes.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

DIOCESE DE BENGUELA